Declaração de Fé

  • A Bíblia, conforme originalmente escrita, é inspirada verbal e plenariamente; constitui-se na revelação definitiva de Deus aos homens, sendo a única regra de fé e de prática.
  • Há um só Deus, que se manifesta em três pessoas distintas: Pai, Filho e Espírito Santo, iguais em atributos e glórias, executando ofícios distintos, porém harmoniosos;

  • O Senhor Jesus Cristo, o Eterno Filho, nasceu da virgem Maria e viveu sem pecado; Sua morte foi um sacrifício perfeito e substitutivo, adquirindo a salvação os que nEle crêem. Ressurgiu ao terceiro dia e ascendeu ao céu. Voltará iminentemente nas nuvens para arrebatar a Sua Igreja e, após a Grande Tribulação, reinará na terra por mil anos;

  • O Espírito Santo convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo, efetuando nos pecadores a regeneração. Seu ministério, nos salvos, inclui: batizar, selar, habitar, encher, guiar e ensinar os caminhos da justiça e Santidade;

  • O homem foi criado de imediato por Deus, à sua imagem e semelhança, porém transgrediu a vontade divina corrompendo-se em todas as suas faculdades. Em consequência desta queda, todos os homens tornaram-se pecadores e carentes da glória de Deus e encontram-se sob a condenação divina, sem nenhuma desculpa ou defesa;

  • A Salvação é inteiramente pela graça, baseada tão somente na obra expiatória de Cristo, sendo esta a única maneira de reconciliar o pecador com Deus Santo. A condição humana desta salvação é o arrependimento pela fé, que resulta em novo nascimento, justificação e segurança eterna;

  • Todos os salvos, desde Pentecostes, são membros da “Igreja que é o Seu Corpo” e, assim, são qualificados para membros de uma igreja local, que é uma comunidade de pessoas regeneradas, batizadas, associadas com o propósito de pregar o evangelho, ensinar a Bíblia, edificar uns aos outros e observar as ordenanças do Batismo por imersão e da Ceia do Senhor. Os dois oficiais da Igreja local são pastores e diáconos. Os membros devem manter uma posição de separação de pecado e de entidades não harmoniosas com as doutrinas e princípios bíblicos;

  • Satanás é um ser criado por Deus, corrompido por orgulho, que se transformou no ‘deus deste século”. Este “maligno” e as suas hostes demoníacas procuram frustrar os propósitos de Deus, porém, foram vencidos por Cristo e caminham para o castigo eterno no lago de fogo;

  • Todos ressuscitarão corporalmente: os salvos para viverem eternamente na presença de Deus e os perdidos, em sofrimento eterno.

Sorry, no posts matched your criteria.